Mulheres em Residência

Apresentação

Mulheres em Residência é uma residência on-line destinada a fotógrafas emergentes de todo o Brasil. A partir de um edital, serão selecionadas 20 fotógrafas brasileiras. Durante a residência, elas terão seus projetos acompanhados por cinco tutoras que construíram e seguem construindo a cena e a reflexão crítica sobre fotografia em Curitiba, são elas: Milena Costa, Milla Jung, Luciana Berlese, Pretícia Jerônimo e Isabela Lanave.

As tutoras escolhidas para o projeto transitam pelo circuito abrangendo áreas como a educação, comercialização de obras, produção fotográfica, estudo e divulgação de processos históricos em fotografia, fotojornalismo, entre outras.


Tutoras
Isabela Lanave
Luciana Berlese
Milena Costa
Milla Jung
Pretícia Jerônimo


Nas últimas décadas, arte-educadores, artistas e profissionais do mundo da arte vêm discutindo modelos para um ensino da arte cada vez mais multidisciplinar. Neste contexto, o ensino formal da arte e da fotografia realizado nas universidades parece não bastar e pede conexões com outras esferas da vida social e práticas artísticas realizadas para além dos currículos pré-estabelecidos.

A residência se coloca como um momento de inflexão na produção das fotógrafas, apontando para novas possibilidades geradas a partir das trocas inerentes ao processo. O acompanhamento dos projetos tem como objetivo a troca de experiências e o amadurecimento de propostas visuais para que as mesmas encontrem seu lugar no mundo e junto ao público. Além disso, por se tratar de um projeto conduzido por mulheres e feito para artistas emergentes, acreditamos que este contato é uma oportunidade de liderar pelo exemplo e construir redes de apoio entre essas artistas.



"MULHERES EM RESIDÊNCIA" NASCE DO DESEJO DE VER O CAMPO DA ARTE E DA FOTOGRAFIA COM MAIS REPRESENTATIVIDADE FEMININA E DOS MUSEUS E GALERIAS COM NÚMEROS MAIS IGUALITÁRIOS EM SEUS ACERVOS.


Alinha-se a isso a certeza no potencial da educação e da formação crítica de agentes do mundo da arte. Acreditamos que através de processos criativos e de diálogo como o que será desenvolvido a partir desse projeto que reside a potência de transformação dessa realidade. Fortalecem-se laços entre profissionais da área e artistas emergentes, muitas vezes invisibilizados por um universo competitivo e desigual.



A escolha por um recorte e produção de um projeto feito por mulheres para mulheres se dá pelo fato de que, apesar das profundas mudanças do circuito das artes visuais nas últimas décadas, o mesmo segue sendo bastante desigual no que tange o reconhecimento das mulheres da fotografia. Isso fica claro a partir da organização sistêmica das mulheres deste campo em anos recentes em grupos com o objetivo de reivindicar processos mais inclusivos nas etapas de seleção do circuito, mais fotógrafas nos acervos de museus e galerias e ocupando cargos de decisão. É com o objetivo de valorizar e afirmar a importância das mulheres no circuito da fotografia que este projeto é construído delas para elas.


O acompanhamento dos projetos tem como objetivo a troca de experiências e o amadurecimento de propostas visuais para que as mesmas encontrem seu lugar no mundo e junto ao público. Além disso, por se tratar de um projeto conduzido por mulheres e feito para artistas emergentes, acreditamos que este contato é uma oportunidade de liderar pelo exemplo e construir redes de apoio entre essas artistas.


QUE MULHERES EM RESIDÊNCIA SEJA UM PEQUENO PASSO RUMO À CONSTRUÇÃO DE UM CIRCUITO DE FOTOGRAFIA MAIS IGUALITÁRIO E QUE ARTISTAS EMERGENTES ENCONTREM A SUA VOZ.


Inscrições
Inscrições
Contato
mulheresemresidencia@gmail.com
instagram.com/mulheres.em.residencia